Sobre a surdez (3)

“Herdamos a seguinte forma de pensar a gramática baseada na análise de Aristóteles: a linguagem é composta de dois elementos discretos, “os substantivos” e “os verbos” que, combinados em “frases”, expressam “predicados”. Esta percepção vigiu durante todo o século XX, de Saussure a Chomsky, e atende ainda a muitos dos seguidores da lingüística estrutural ou gerativa”. (Dan Slobin, 2008, p.177). Diria mais: é, em excesso, considerada a única base descritiva para a maioria dos estudos linguísticos. Provavelmente, a maior parte das línguas tem expressões de referência e expressões de evento efetivadas em palavras que se encaixariam com maior ou menor conforto nas categorias substantivos e verbos. Mas é importante pensar que nem todas são assim. E nesse grupo encontram-se as línguas sinalizadas.

Considerem o exemplo (1) Eu caminho na direção da praia. O que temos? Pela ordem: um substantivo + um verbo + uma expressão de direção + um lugar-alvo, que é outro substantivo precedido por uma preposição. Essas expressões acontecem uma depois da outra. Isso se chama linearidade frasal. Se traduzirmos (1) para a ASL (American Signed Language), a situação seria diferente. Pela ASL, sinaliza-se (sic) concomitamente WALKfoward + sinalização de praia, ou seja, o agente do evento (by default, aquele que sinaliza), a expressão do evento (WALK) e direção do evento (FOWARD) ocorrem ao mesmo tempo. Na LSM, Língua de Sinais Mexicana, o registro do mesmo evento se faria assim:  AVANZAR caminando + sinalização de praia. Novamente, há concomitância entre agente, evento e direção de evento, mas com composições distintas. Para aqueles que acham que línguas de sinais são mais simples do que as língua orais, vejo cá um bom contra-argumento. Os exemplos são do Slobin.

Mais uma coisa: há linguistas que se recusam a aceitar os estudos sobre línguas sinalizadas usem o vocabulário “que pertence à  linguística”… curioso, não?

Novamente o link do texto do Dan Slobin

Slobin – Breaking the molds

Abaixo, sinalização de WALK em ASL

(tentei colocar em LSM, mas deu errado)

Anúncios

Sobre Pedro Perini-Santos

linguista.
Esse post foi publicado em Artigos, Artigos sobre linguística e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Sobre a surdez (3)

  1. vinicius s oliveira disse:

    pietro , a rádio abraço te enviou um vídeo-abraço.Vinicius.

  2. Luisa disse:

    Acho muito interessante essa simultaneidade nas línguas de sinais. Elas podem comprovar questões semânticas ocultas nas línguas lineares. Tipo, adjuntos incidindo ambiguamente sobre diferentes partes da sentença, como em ‘Eu vi o menino com o binóculo’. Provavelmente, em língua de sinais, ‘com o binóculo’ vai ser feito simultaneamente com o nome que modifica (‘eu’ ou ‘o menino’), sem ambiguidade. Não só dá para usar as teorias e nomenclaturas das descrições das línguas lineares como, penso, a descrição das línguas sinalizadas pode corroborar as ideias. Talvez até corrigi-las?

    • Claro, tudo a ver. Isso me fez pensar em um livro polêmico “Impertinências Intelectuais” (Bricamont & Sokal). Basicamente é a crítica feita pelos autores quanto ao uso de expressões da física, matemática e química por autores da crítica literária, ciências humanas e psicologia. Fez sucesso. Os cientistas hard acharam o máximo, inclusivemente os linguistas…. Agora, imagina se os matemáticos resolverem questionar as equações do Chomsky, vai ser curioso. Vc tem razão: um dos pontos interessantes da linguas de sinais e questionar essa linearidade das linguas orais, cujas análises raramente consideram a prosódia, a tonalidade e outros elementos como participantes da análise – e isso não é análise do discurso…. ufa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s