Sobre a definição dos verbos (1)

Em geral os manuais escolares definem verbo assim: “é uma palavra que expressa ação, estado ou fenômeno”. Apresentado a alunos do ensino fundamental, do ensino médio ou mesmo da universidade, o material didático de gramática cita essa suposta definição e lista uma meia-dúzia de exemplos para cada um desses termos aí. Algo assim: verbos de ação são ‘correr’, ‘abrir’ e ‘quebrar’; verbos com ideia de estado são ‘ficar’, ‘estar’ e ‘viver’ (acho que aparece esse também); finalmente, ‘chover’, ‘garoar’ e ‘brotar’ são fenômenos. Não dá pra entender essa definição porque não dá pra definir com clareza (ou com tanta simplicidade) o que seja uma ação, um estado ou um fenômeno. Se a gente considerar os verbos que aqui apresento, vejam a confusão que acontece. Por exemplo: ok, em (1) O menino correu, dá pra reconhecer uma ação; mas em (2) Tá correndo o boato que Lucas e Eulália estão namorando... Vocês reconhecem alguma ação nisso? Novamente, para o estado ‘ficar’, a gente pode criar uma frase assim: (3) O carro fica parado na garagem; ok, temos aqui um estado. Mas, se eu falar assim” (4) Lucas e Eulália ficaram na festa da 8a.C; não é outra coisa. No exemplo (4), eu imagino muito mais ‘ações’ do que ‘estados’; e por aí vai….

Será que não tem outra solução? Tem. Mas fica pro próximo blog. Fui atacado pelo ‘fenômeno’ da preguiça agora.

Anúncios

Sobre Pedro Perini-Santos

linguista.
Esse post foi publicado em Artigos sobre linguística e marcado , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Sobre a definição dos verbos (1)

  1. Giovana Perini disse:

    Ei Pedro, muito bacana. Não sei se te falei mas mudei de grupo, e meu novo trabalho é sobre o ensino da norma culta no ensino fundamental nas escolas públicas de BH. Acho que vamos precisar entrevistar alguns professores, você se candidata? Ou tem algum material sobre o tema?

    E outra coisa, saber que o ensino é dado de um jeito confuso e muitas vezes errado nós já sabemos, repetindo minha pergunta: E a solução?

    Beijos
    Gi

    • Vem em breve.
      Mas não é uma solução; é uma proposta
      Importante pensar nisso: a linguística tem propostas que podem ser mais-ou-menos comprovadas. Dica: verbos conjugam… mas não é só isso.
      Tem um caminho longo aí.

  2. Luisa disse:

    Ei Pedro, sempre muito criativo nos exemplos! Se eu bem me lembro, você foi um professor que conseguiu aproximar o ensino de Português ao que vem sendo feito dentro dos muros da academia, na Linguística. Conseguiu tornar a coisa mais lógica e evidente para os alunos, que acabaram por se interessar pela área de estudos. Um deles até seguiu carreira. Isso pra dizer que a solução, não sei se o Pedro a tem na ponta da língua. Mas ele fez acontecer.

  3. Marlene disse:

    Ei, Pedro!
    Gostei muito. Acho que é bom ter essas ideias publicadas nesse espaço. É necessário levar as pessoas (principalmente as que estão diretamente em sala, trabalhando questões sobre a Língua) a pensarem nesses temas, no que ensinamos e como “usamos” nossa Língua – talvez o termo “empregamos’ seja melhor – no dia a dia… Não dá pra continuar apenas repassando o que está na gramática tradicional ou nos livros didáticos, sem que se faça um questionamento sobre.
    Aguardo uma trégua da preguiça para novos textos. Abraço, com carinho.

  4. Fernanda disse:

    Eh Pedro…
    Fico emocionada… de verdade…
    Essa mudança de ensino é algo ardentemente esperado por mim… O efeito dessa gramática polida, Lusitana e não usual é apenas um: mata o ensino da língua.
    Meus alunos não compreendem, e eu não tiro a razão deles…
    De pensar que existem professores (colegas nossos) que adotam essa gramática como a forma mais viável de comunicação.

    Força e paz querido!
    Bjs

  5. Oh… tem mais por vir.
    Muitas das coisas, pensamos juntos nas aulas
    se animar, divulga-elas (sic)
    Carinhos,
    PP

  6. Elga disse:

    Esse assunto me interessa demais!
    Daqui a pouco falamos mais.

  7. julianarodrigues vasconcelos disse:

    pedro adorei o seu artigo sobre verbo ; voce e um excelente professor.bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s